domingo, 26 de junho de 2011

O problema não é você MESMO!


Duvido que exista um único ser humano que já não tenha ouvido o clássico "o problema não é você, sou eu". Desculpa manjadíssima, de gente que quer sair fora com fama de legalzinho. 

É interessante como muita mulher (homem também, por que não?) prefere ouvir isso a ter que encarar a realidade. Caraca, mas é claro que para o fulano que está a fim de evaporar o problema É você! Me parece lógico que se não fosse, neguinho não vazava, né? Mas, veja bem, isso é o que se passa na cabeça DELE. É para ELE (não para o universo) que você passou a ser um problema, simplesmente porque não está mais a fim, seja lá pela razão que for. 

Para muitas mulheres homem ruim é aquele que abre o jogo logo de cara e acaba com a esperança de primeira, como se arrancasse um esparadrapo da ferida numa única puxada: "Não quero mais saber de você, cacete!". Já o "bonzinho"... Ah, o bonzinho é cheio de justificativas!... Vai saindo pela tangente cheio de gentileza e fazendo a maior questão de exaltar suas qualidades, reafirmando incansavelmente como você é maravilhosa e que qualquer homem (menos ele, of course) iria te amar, blá, blá, blá... Tá vendo? É por isso que ele diz que o problema é ele, não você. Entendeu agora? Nem eu. 

Tem também o lance da brochada. Já vi mulher se descabelando na tentativa de encontrar explicação para aquela transa que prometia mundos e fundos, mas não deu (mesmo, mesmo) em nada. Aí a neurótica não sossega, quer porque quer saber onde foi que errou. Ora, se o sovaco não estava cabeludo, a perseguida estava em dia, aquela carçola-furada-de-elástico-frouxo ficou na gaveta, então estava tudo certo, não é não? Simplesmente o parceiro é que não estava com a cabeça (entenda como quiser) no lugar e momento certo.  

Nesse mundo SEMPRE tem alguém que gosta (ou vai gostar) da gente do jeito que a gente é. E tudo rola numa boa, sem crise existencial. Quando não acontece assim, é porque não tinha que ser, pronto e acabou.

O jeito é balançar os ombrinhos e fazer a fila andar. Porque definitivamente o problema não é você, mas sim sua insistência em não virar a página de uma vez. Não precisa desenhar isso não, né?!


9 comentários:

  1. Olha que precisa desenhar hein...

    Essa frase pra mim resulta em uma crise de riso automática, seguida de adeus e até nunca mais. Quer desculpa mais esfarrapada que essa? XD

    ResponderExcluir
  2. "Você é muito legal, gosto muito de você, mas preciso dar um tempo". Quando ouvir isso pode ir arrumando a mala, e picando a mula. Acabou!
    Bjux

    ResponderExcluir
  3. Silmara dos Santos27 de junho de 2011 09:22

    Sei lá... De repente... Vai que aquela meia centropeito...

    ResponderExcluir
  4. definitivamente o problema na vida é a insistência em não virar as páginas passadas.

    ResponderExcluir
  5. Voltei por causa de quê quando eu era uma jovenzinha eu era assim também.Acreditava na parte sem secreções dos contos de fadas.Depois de ralar e chorar muito na pia é que me toquei que a vida é bem mais gostosa na real.

    ResponderExcluir
  6. Essa desculpa é conversa fiada de homem covarde que não quer fechar a porta, pq se não der certo o novo lance ele volta e a bobona aceita.

    ResponderExcluir