segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Ano novo sem Nina...

Meu ano terminou de forma fantástica, com festa, bastante alegria e muita gente se lembrando do meu aniversário. Ganhei um montão de coisas bem bacanas e um presente absurdamente fabuloso do meu marido.

É claro que aconteceram trapalhadas geniais e eu gostaria muito de poder partilhar aqui, abrindo as postagens de 2010 com bastante humor. Só que hoje foi um dia triste... Nina, a nossa rottweiler tão meiguinha, que há poucos dias atrás foi o tema de uma postagem que divertiu tanta gente, nos deixou.

Sem mais nem menos, de quatro dias pra cá foi ficando esquisitinha e, mesmo com tantos cuidados, hoje teve uma parada cardio-respiratória.


Meus cães são muito especiais pra mim e quando me deixam, levam um pedacinho do meu coração com eles. Então hoje estou sem mais palavras. Fica valendo pra Nina cada palavrinha que falei sobre o meu companheirão Aiko numa postagem mais antiga. Que minha queridinha agora esteja em paz, na certeza de que nos trouxe alegrias imensas e jamais será esquecida.


NINA (12/05/2004 - 04/01/2010)










12 comentários:

  1. Lamento muito que a tua Nina de tenha ido embora: É assim com todo o ser vivo, nasce, cresce e morre. A minha mãe veio cá passar férias no Verão passado e ficou desolada quando chegou a notícia que a rotweiller dela tinha morrido; estava com cancer, mas quando ela veio estava boazinha. Para os meus pais foi um choque, pois as duas cachorrinhas eram as companheiras deles e eram um doce; só lhes faltava falar. Bem...tudo passa!!! Um beijinho e até breve.
    Emília

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca tive sorte pra criar cachorro. Eles sempre morriam muito jovens. Acho que tenho essa frustração comigo, por nnca ter podido criar um cão por muito tempo. Como alguém que perdeu muitos amiguinhos que já eram membros da famíla, eu ofereço aqui meus sentimentos.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Que posso dizer? Nem consigo pensar direito, ainda estou assimilando a notícia.

    ResponderExcluir
  4. Tânia,

    Esses nossos amigos especiais fazem tanta falta quando partem...
    Nos resta lembrar os momentos divertidos e as danadices, que com certeza a Nina aprontou muito nesses quase seis anos.
    Fica bem, ela está em paz.

    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  5. poxa, que chato né...eu tenho duas meninas aqui comigo, ruth e raquel, mas não são gêmeas e nem tem o mesmo comportamento...eu entendo muito bem o que os bichinhos são capazes de fazer conosco...muito amor, carinho incondicional, alegria e também...muito trabalho...bjs querida....

    ResponderExcluir
  6. Tânia querida, primeiro e antes de mais nada deixa eu te desejar um Feliz Ano Novo duplo, pelo SEU ano novo, com idade nova, pós-niver e pelo início de 2010. Que este ano que começou com esta nota triste, seja repleto de coisas boas: alegrias sem fim, saúde em abundância, amor aos montes e paz sempre que necessário.
    Super beijo, Jan.

    ResponderExcluir
  7. Tânia , amiga!

    Conheço essa dor!
    Nenhuma palavra vai te acolher, então fique com meu abraço apertado.
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, chegou fim de semana!!

    Por isso lhe desejo que vc fique com os seus, e aproveite totalmente estes 2 dias de folga.

    bjssss

    ResponderExcluir
  9. Querida, estou agora em outro blog http://jakelinemagnaa.blogspot.com/
    Espero que vc continue me seguindo, o meu blog passado está com erro de configuraçao no templante, nao consigo arrumar, fiz outro blog... espero vc por la...
    bjssss da amiga jakeline

    ResponderExcluir
  10. Vim avisar que a Forum de AJuda do Blogger me ajudou a corrigir o Erro de Configuração no Meu Blog http://jakelinemagna.blogspot.com/
    Então amigos estou de volta...
    Obrigado pelo carinho, e desculpa os transtornos de vcs me seguir em outro blog, não precisa mais, voltou o meu blog original... http://jakelinemagna.blogspot.com/
    E vou ficar com ele... pq já tenho dois anos de blog e muitas postagens e meus seguidores fieis...
    Estou comemorando e Feliz... meu blog voltou http://jakelinemagna.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Lamento a perda da Nina...
    De passagem, casualmente por aqui, deparei-me com um blog muito interessante e bem escrito; parabéns!

    ResponderExcluir
  12. EMÍLIA: seu apoio me deixa muito feliz, viu? Então, é mesmo complicada a convivência com bichinhos de estimação, em especial com os cães, que vivem tão pouco. Os rottweilers enganam em quase tudo, porque parecem muito ferozes e fortes além da conta. Na verdade, são extremamente dóceis e têm um organismo bem frágil, né? São bastante propensos a tumores, como o que aconteceu com a cachorrinha da sua mãe. Fazer o quê?... É uma separação muito triste mesmo.

    ERALDO: Olha, não sei o que é pior. Se ver o cãozinho morrendo jovem demais e, portanto, privando a pessoa de uma convivência bem legal, ou vê-lo envelhecer... Passei por isso com o Aiko, que foi um cão especialíssimo pra mim. Ele nunca ficou doente e viveu até além da expectativa. Só que, pertinho do final, foi cada vez mais triste vê-lo envelhecer. De um cão forte e vigoroso, ele se transformou num bichinho esquelético, com dificuldades até pra se movimentar. Aí precisei tomar a terrível decisão de acabar com seu sofrimento. Olha, vou te contar, isso é horrível! Mas é assim mesmo, tudo isso faz parte, né?

    ELAINE: Pois é... Sabe que também tô até agora sem entender o que aconteceu? Uma tristeza danada, isso sim.

    PATI: É verdade, sempre ficam lembranças maravilhosas. E no caso da Nina, então, fica comigo a imagem de uma cachorrinha muito meiga, que adorava um colinho.

    EDU: Gostei muito de saber mais sobre a Ruth e a Raquel, espero conhecê-las pessoalmente em breve. Como a gente conversou ontem, é mesmo complicado investir tanto nesses amiguinhos e ter que se despedir de uma hora pra outra. Acho que por mais que a gente faça por eles, sempre fica a impressão de que não fizemos o suficiente, né?

    JANNINE: Querida, te desejo tudo isso também, viu? Que este ano nos traga também surpresas bacanas e, sobretudo, muita inspiração. Estive agorinha lá no seu blog e vi que você já está a todo vapor, cheia de novidades. Ótimo! Nós, seus leitores, é que ganhamos um montão com isso.

    IRA: É por aí, sim. Toda vez que a gente precisa se separar de alguém de forma definitiva, não resta outra saída, senão esperar o tempo passar e aliviar a dor, né? Coisas da vida...

    DRI: Muito legal te ver por aqui! Também te desejo dias divertidos e cheios de inspiração, viu?

    JAKELINE: Que bom que você conseguiu recuperar seu espaço. Oras, mas é claro que sempre serei sua seguidora, esteja onde estiver. Adoro suas postagens e recomendo!

    NEREIDA: Seja muito bem-vinda neste cantinho! Obrigada pelo apoio, viu? Espero poder contar sempre com suas visitas.

    BEIJOCAS PRA TODOS!

    ResponderExcluir