segunda-feira, 21 de junho de 2010

Remoção de postagem


Como muitos leitores viram, na semana passada fui surpreendida ao encontrar 15 textos meus publicados num outro blog, copiados literalmente  - vírgula por vírgula, ponto por ponto -  sem a mais remota menção da autoria original. Diante da minha constatação e da postagem que fiz comprovando o plágio, a dona do blog o excluiu, com o objetivo de evitar eventuais  - e naturais - consequências.

Ontem recebi dela um e-mail de retratação, onde reconhece o próprio erro e se redime por isso. Em respeito aos meus leitores, que prontamente se manifestaram com muitos comentários solidários  - aos quais aproveito para agradecer imensamente -  e para assegurar a transparência das minhas atitudes, responderei a ela por aqui:

"Agradeço por sua manifestação de interesse e admiração por meu trabalho. Não fosse pelo fato de me sentir desrespeitada quanto à utilização de tantos textos meus sem que minha autoria fosse reconhecida, muito especialmente naqueles com teor evidentemente pessoal (exemplo: Tem gente que adora brincar com a sorte, onde trocou meu nome pelo seu logo no início da postagem), poderia até mesmo afirmar que seria uma honra ver minhas publicações escolhidas por você e figurando ao lado de textos espetaculares como os de Martha Medeiros.

Compreendo e aceito sua retratação. Como reconhecimento por seu gesto, informo que optei por remover minha postagem-denúncia, muito embora tenha feito isso com pesar, já que, para tanto, também precisei excluir as diversas manifestações de apoio que recebi dos leitores. 

Prevalece, porém, meu desejo de que este continue sendo apenas um espaço despretensioso, que utilizo com a mera finalidade de falar das minhas experiências cotidianas e opiniões pessoais, sem o intuito de me tornar uma celebridade, abusar da boa fé alheia ou obter qualquer tipo de vantagem financeira com as publicações, mesmo quando respaldada legalmente para isso.

Lamento que tenha excluído seu blog em razão do ocorrido, mas honestamente creio que tenha sido melhor assim. O texto do seu e-mail desmonstra claramente que você reúne condições de criar algo exclusivo, com conteúdo próprio e interessante de fato. Fica aqui minha sugestão para que siga em frente, há espaço para todos."

Pronto, c'est fini.

________________________________________________________________________

21/06/2010 - 20h49m

Atendendo a pedidos, dilvulgo novamente os links dos meus textos que foram copiados:


http://taniameneghelli.blogspot.com/2009/09/meu-filho-pode-tudo.html

21 comentários:

  1. peguei o bonde andando mas muito digna sua atitude (e suas palavras também).

    Abração!

    ResponderExcluir
  2. Realmente, foi uma bela atitude! Também naõ acompanhei a história... mas internet é um espaço complicado de delimitar a propriedade intelectual, e resolver um conflito desta forma num blog é uma coisa que eu ainda não tinha visto! Parabéns.
    =**

    ResponderExcluir
  3. Carambola! No lugar da pessoa não sei se eu ficaria com mais vergonha de ter copiado os textos ou de ver essa atitude transbordante de classe e dignidade. Exemplar. Bj!

    ResponderExcluir
  4. Ai,amiga, não brigue comigo, mas acho que vc não deveria ter removido a sua postagem.

    Acho bom ela se retratar, e tenho certeza que aprendeu a lição, pois nós estamos de olho e engrossamos o caldo dos direitos autorais.

    Mas dai a remover a postagem...

    bjoss

    ResponderExcluir
  5. WANDERLEY, DAVID, KLAUS, PAULO E HELENA: é muito bom contar com o apoio de vocês. Valeu mesmo!

    RODRIGO: O post-denúncia era mais interessante, né? Eu também acho. Mas pensei bem e achei melhor encerrar esse assunto por aqui.

    MILENE: Vê lá se eu brigaria com você por causa dessa opinião!... Confesso que excluir a postagem foi uma decisão difícil, sempre prefiro me manter firme em tudo o que digo. Mas essa é uma situação desgastante, que não leva ninguém a nada, pensando com lógica, né?
    Aproveito este comentário para deixar claro que a postagem foi removida apenas da publicação, mas está salva em cópia de segurança, com todos os seus dados originais preservados. Assim como as provas do plágio, obtidas através de prints antes da exclusão do referido blog e posteriores relatórios emitidos pelos servidores, inclusive do Copyscape, continuam em meus arquivos, para eventual utilização, caso seja necessário.
    Fora isso, o Google ainda fala por mim... Basta fazer uma busca com trechos dos meus textos (cujos links volto a divulgar na postagem, atendendo a pedidos) para constatar os plágios.
    O mais importante, acima de tudo, está na consciência de cada pessoa e essa massacra de verdade. Ela SABE que me plagiou. E eu também SEI que seu propósito com a retratação não foi o de admitir o erro e se desculpar, pura e simplesmente. Mas vamos em frente, assim mesmo.
    Mais uma vez, agradeço imensamente por seu apoio, amiga!

    ResponderExcluir
  6. Isso é que é ser superior!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. TIN: Sudaí mesmo, fazer o quê, né não?!

    ERALDO: Valeu demais! O apoio que recebo só comprova a legitimidade das coisas que digo aqui. Isso, pra mim, já é tudo.

    Beijocas pros dois! E pra turma lá de cima também, que acabei esquecendo de mandar. Esse Alzheimer ainda me mata!

    ResponderExcluir
  8. Ola!!!

    criei um blog agora Tia Tânia! Espero que goste!

    Ah, se vc puder me dar umas dicas de como uso essa budega aqui rs.. ia ser legal!!
    te mais!!

    ResponderExcluir
  9. Tânia, te adimiro muito, tenho aprendido ver a vida com mais leveza pois percebo a sua generosidade diante da existencia.e quanto a perdoar, só pessoas sensiveis tem essa facilidade pois A GRAÇA DE DEUS É ESCANDALOSAMENTE NA MESMA MEDIDA,POIS COBRE O OFENSOR E O OFENDIDO. abração.

    ResponderExcluir
  10. Que bom que tudo acabou bem Tânia. Que bom mesmo... porque geralmente não é o que acontece.

    É o preço que se paga por escrever textos tão bons! hahaha

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  11. Muito nobre sua atitude. Por sinal, desde o início da história que apreciei sua determinação e ponderação. Você tem um jeito elegante de se expressar. Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Mandou bem! Acabou dando o famoso tapa com luva de pelica!Aliás, que raio é pelica???

    ResponderExcluir
  13. por isso que meus posts são encravados com os nomes dos meus seguidores, isso evita que sejam copiados, pelo menos vai dar trabalho pra esses preguiçosos.

    ResponderExcluir
  14. Bom, elegância e superioridade de espírito confirmados. Aproveito para sugerir a moçoila plagiadora que faça disso uma história para começar a ser ela mesma. Não dói e poder ser surpreendentemente satisfatório. Que tal um blog temático sobre 'quem-eu-gostaria-de-ser-mas-não-sou-então-foda-se-serei-eu-mesma!' Eu ajudo a divulgar.

    ResponderExcluir
  15. DIEGO: Titia vai dar uma forcinha, viu? Peraí!

    CIDA: Que beleza de comentário, obrigada! Olha, até que eu gostaria de ser generosa mesmo, de verdade, mas nem sempre consigo. Nesse caso, achei melhor ser prática. Dar continuidade a essa história é muito desgastante, por isso resolvi botar um ponto final. Até porque, é como você tão bem colocou: a justiça, inevitavelmente, acaba vindo lá de cima. É só esperar pra ver.

    LOBO: Que fofura! Tá vendo só? É como já disse antes: o reconhecimento dos meus leitores é mais que suficiente pra mim. Não vale mesmo a pena continuar com essa lenga-lenga, né?

    SOCORRO: Elegante, eu?... Bom... É... Às vezes, né? kkkkkkkkkkk!!! Valeu pelo apoio, querida!

    ELAINE: Pelica é uma coisa que você jamais verá no seu sapato pif-paf. kkkkkkkkkk!!!

    ENDIM: Se puder, me explique melhor esse lance. Fiquei muito interessada em saber mais sobre isso.

    ROSE: Muitíssimo bem colocado, como já havia te falado antes. Seria muito legal ver a pessoa criando um espaço com conteúdo realmente dela, especialmente começando por assumir esse deslize. Acho que receberia bastante apoio até, é legal quando a gente admite nossas fragilidades. Blog bom é blog autêntico.

    BEIJOCAS PRA TODOS!

    ResponderExcluir
  16. Poxa vida... fiquei ainda mais encantada. Você ganhou mais um fã.

    Nossa, tenho tanto xodó pelos meus humildes textos, só de pensar que alguém pode fazer isso...
    Coisa mais desagradavel, hein.
    Querida, não me canso de ficar na sua página... rs

    beijocas

    ResponderExcluir
  17. Tive que voltar prá dizer que mudei de idéia. A moça não tem condição de ser ela mesma não. Se pelo menos tivesse misturado coisas dela com os plágios...talvez, mas deve ser mesmo é uma baita mentirosa...Na fantasia dela deve fingir que vocês se conhecem...sabe aquele amigo invisível que a gente tem quando é criança? Pois é. Ela deve ter levado prá vida adulta (?). O melhor que posso desejar à ela é muintcha terapia. Acabou. Turn over the page.

    ResponderExcluir